Saúde

Qual a diferença entre colágeno e elastina ?

Ouvimos essas duas palavras o tempo todo quando falamos sobre cuidados com a pele: colágeno e elastina. Sabemos que eles têm algo a ver com a aparência da nossa pele. Mas o que são essas duas coisas e qual a diferença entre elas?

O colágeno e a elastina trabalham juntos para criar força, firmeza e forma da pele. Com o tempo, o envelhecimento pode esgotar a pele dessas duas proteínas principais.

O que é colágeno?

O colágeno é na verdade um grupo de proteínas encontradas naturalmente no corpo, principalmente em nossos tecidos conjuntivos ou “fibrosos”. De fato, é a proteína mais abundante que possuímos, representando cerca de 30% do conteúdo de proteínas do corpo humano.

O que são tecidos conectivos ?

Eles apóiam ou conectam outros tipos de tecidos ou órgãos no corpo. Eles são chamados de “cola celular”, pois ajudam a dar aos tecidos a sua forma e a mantê-los fortes. Cartilagem, gordura e tendões são exemplos de tecidos conjuntivos.

O colágeno também é encontrado nos ligamentos, vasos sanguíneos, ossos, córnea do olho e, é claro, na pele.

O que é elastina?

A elastina também é uma proteína encontrada nos tecidos conjuntivos – mas um tipo diferente de proteína que o colágeno. Ele tem a propriedade real de ser elástico. É responsável por permitir que os tecidos do corpo voltem à sua forma original após serem esticados ou contraídos. Por esse motivo, é frequentemente comparado a um elástico.

A elastina é encontrada nas paredes das artérias, nos pulmões, nos intestinos e, é claro, na pele. Imagine como os vasos sanguíneos se expandem, por exemplo, quando o sangue bombeia, mas depois se contraem novamente quando esvaziam.

Quando você puxa sua pele, e quando solta, ela volta à sua forma normal, a elastina é responsável por essas ações.

Por que essas duas proteínas são sempre referidas juntas?

Muitas vezes ouvimos falar dessas duas proteínas nos cuidados com a pele, porque elas trabalham juntas para dar à pele sua forma e firmeza. O colágeno fornece rigidez, enquanto a elastina permite que a pele se estique – como quando fazemos uma expressão – e depois retorne à forma original.

Você pode pensar no colágeno como a estrutura, dando força e fundamento à pele, enquanto a elastina permite que a pele retorne à forma que o colágeno dá após alongar ou alterar devido às expressões.

Qual a diferença entre eles ?

O principal benefício do colágeno é a força. É composto de fibras muito fortes, com impressionante resistência à tração, e é a base sobre a qual a camada externa da pele é ancorada.

A elastina não é tão abundante na pele quanto o colágeno, mas é fundamental para o funcionamento da pele. Proporciona maciez e elasticidade à pele, formando uma rede tridimensional entre as fibras de colágeno.

Essas proteínas também são encontradas em diferentes profundidades na pele. O colágeno é abundante nas camadas inferiores da derme, enquanto a elastina é mais na camada intermediária da pele.

Como eles afetam a aparência da pele ?

Essas duas proteínas têm tudo a ver com rugas e flacidez – ou a falta delas.

Na pele jovem, são abundantes e saudáveis, e mantêm a pele lisa e firme. À medida que envelhecemos, no entanto, produzimos menos dessas duas proteínas. Além disso, danos UV e outros fatores atrapalham as fibras conjuntivas da pele.

Como o colágeno muda com a idade ?

O colágeno se torna mais reticulado e rígido, como uma parede de tijolos gradualmente marcada e quebrada. Isso resulta em uma estrutura mais fraca para a pele, por isso cava e dobra, formando rugas. As feridas cicatrizam mais lentamente e a pele afina, tornando-se ainda mais vulnerável aos estressores ambientais.

Ao mesmo tempo, à medida que essas alterações relacionadas ao colágeno estão ocorrendo, também estamos produzindo menos elastina. A elastina que temos também começa a perder sua capacidade de se recuperar.

O resultado ?

Imagine esse elástico novamente – estique-o cem vezes e ele começará a perder a capacidade de voltar à sua forma original, ficando mais permanentemente esticado. O mesmo acontece à medida que envelhecemos.

As fibras de elastina perdem a resiliência e a pele também não se contrai, resultando na flacidez que vemos ao redor dos olhos, na linha da mandíbula e no pescoço.

A postagem “Qual a diferença entre colágeno e elastina ?” te ajudou ? Por favor, compartilhe seus pensamentos nos comentários abaixo.

Deixar comentário